Fernandinho participa do programa “Só Toca Top”, na Globo

O cantor gospel agitou o público com a música “Galileu” 

No último sábado (13), o cantor Fernandinho participou do programa “Só Toca Top”, da Rede Globo, atração apresentada por IZA e Toni Garrido.

 

 

O cantor gospel agitou o público com a música “Galileu”, um de seus maiores sucessos. Nas redes sociais, Fernandinho comentou sobre sua participação no programa: “Tive a oportunidade de mais uma vez estar em rede nacional exaltando a Jesus”.

Participaram do programa o padre Fábio de Melo, Daniel, Kevinho, Vitão e a dupla Anavitória.

 

 

Cristã perseguida da Coreia do Norte vem ao Brasil contar seu testemunho

Ela chegou a ser presa e condenada a trabalhar nos campos de trabalho forçado

Desde o dia 21 de março a cristã Hea-Woo, 74 anos, tem passado por igrejas de diversas partes no Brasil para contar sobre a perseguição que sofreu na Coreia do Norte e na China.

Ela ficará no país até dia 8 de abril, relatando sua história de vida, fé e coragem. Mostrando aos cristãos brasileiros como é viver em um país onde ser cristão é motivo de perseguição, tortura e morte.

A história de Hea-Woo começa com sua mãe a levou consigo para fugir da guerra da Coreia do Norte, em 1950, elas caminharam por dois meses rumo à fronteira com a China. Durante esta longa caminhada, Hea viu que sua mãe usava uma cruz em sua corrente pendurada no pescoço. Ao questionar o que era, a pequena ouviu como resposta que nunca comentasse com ninguém sobre aquele pingente.

Hea-Woo e sua irmã viveram na China com sua avó por sete anos, até que houve uma ordem para que todas as crianças norte-coreanas voltassem para suas casas. Foi então que ela pode ter contato com sua mãe que era cristã e cuidava de viúvas e pobres.

“Ela morreu em 1990 e eu me tornei cristã sete anos mais tarde”, conta Hea-Woo, criada como uma comunista que aprendeu que missionários cristãos estavam tentando se infiltrar no país para converter as pessoas. Como os cristãos eram incapazes de fazer “atos revolucionários”, eram inimigos.

“Eu ouvia histórias de que cristãos iam aos hospitais, levavam as pessoas ao porão, as matavam e tiravam seu sangue para vender. Pensar nisso era horripilante para mim”, conta a cristã. 

Hea-Woo cresceu pensando que o líder do regime, Kim Il-sung, era um deus e, como tal, não comia nem dormia. A mãe dela, que trabalhava em um hospital como parteira, tentava lhe contar a verdade, dizendo que ele era humano, mas isso não fazia sentido para a jovem Hea-Woo.

Ela voltou a morar na China e mais tarde foi levada diretamente para o campo de concentração da Coreia do Norte por professar o Evangelho, juntamente com o seu marido. Seis meses após deixar a prisão, seu esposo faleceu e ela foi condenada a fazer trabalhos forçados. Seis anos depois ela conseguiu fugir dos campos e hoje vive refugiada em outro país.

 

Evangélico Jeremias Reis vence o The Voice Kids 

reality show musical The Voice Kids teve sua edição 2019 encerrada no último domingo, 14 de abril, com vitória de Jeremias Reis, 11 anos, um evangélico do Espírito Santo.

O programa da TV Globo mostrou, ao longo da competição, que o menino foi um dos beneficiados pelo projeto social Rede Aica, e que ele havia aprendido a cantar com sua mãe, Fabíola, que canta na igreja. 

Jeremias integrava o time da dupla Simone e Simaria, e na final ele cantou o clássico gospel Oh Happy Day!. Vitorioso na disputa, o jovem artista recebeu convite para gravar uma música com suas técnicas do programa.

No Instagram, o jovem artista aparece cantando na igreja e na legenda enfatiza que usa seu talento para adorar a Deus, e não para agradar pessoas. No Stories, ele declarou ser fã da banda Preto no Branco e do coral Kemuel. 

Artistas cristãos

Não é incomum nas edições internacionais do The Voice que evangélicos chamem atenção por conta do talento. No final de 2018, a ministra de louvor Kymberli Joye interpretou a canção Break Every Chain, da banda Jesus Culture, e colocou a plateia e os jurados do programa nos Estados Unidos para cantar com ela, entusiasmados.

Um ano antes, a líder de jovens Brooke Simpson se apresentou e deixou os técnicos boquiabertos com sua interpretação de Amazing Grace (Preciosa Graça, na versão em português).

O próprio programa é resultado da ideia de um cristão, o produtor Mark Burnett (idealizador da série A Bíblia), e atualmente é um dos mais populares reality shows musicais, com edições em diversos países. 

Carlito Paes: “estou otimista com o novo governo, orando e desejando que acerte”

Pastor nega acusações da Revista Época e diz que não influenciou MEC

 

A edição digital da revista Época, do grupo Globo, publicou esta semana uma longa reportagem sobre o pastor Carlito Paes, da Igreja da Cidade, de São José dos Campos (SP). O imbróglio no Ministério da Educação (MEC) com nomeações e demissões constantes estão no centro da atenção da mídia. 

 

A revista acusou Paes de tentar emplacar membros de sua igreja no ministério e até de sugerir um substituto para Ricardo Vélez Rodríguez, ameaçado no cargo. O pastor nega as acusações, deixando claro que a professora Iolene Lima – que chegou a ser anunciada como “número 2” do MEC – faz parte da Igreja da Cidade, mas chegou ao ministério por seus próprios méritos.

“Iolene é uma grande profissional, toda a sua carreira é voltada para educação pública e privada confessional. Ela foi professora da rede pública por muitos anos, tem experiência e formação. Ela fez parte da Diretoria do nosso colégio, e se desligou a pedido para aceitar o convite que recebeu do Dr. Luiz Tozi, Eu não a indiquei para o MEC, não tenho esta influência. Ela foi convidada por ser técnica, mas dei todo apoio, oração e referências para que ela pudesse servir nesta função”, assegurou em entrevista ao Agora Paraná.

Apoio a Bolsonaro

Apoiador de Jair Bolsonaro na última eleição, Paes lembra que existe em Romanos 13:1 um mandamento bíblico para que se ore pelas autoridades constituídas. “Todos devemos orar, apoiar e obedecer, quando tudo estiver em paz e dentro da lei. No entanto, se estiver no erro e na injustiça, temos que ser voz profética e, de forma pacífica, usar a voz para denunciar e declarar que se voltem para a justiça e o Senhor”, assevera.

Pessoalmente, ele diz se identificar com o atual governo: “Creio que o presidente está muito bem-intencionado, já temos muitos resultados. Ele foi eleito pela grande maioria do nosso povo para fazer um governo de direita, conservador, com valores e princípios pela fé e família”.

 

Igreja no combate à corrupção

Ao falar sobre o combate à corrupção, tema recorrente nos discursos políticos desde a popularização da Lava-Jato, o líder evangélico lembra que “nestes últimos 5 anos, temos juízes e promotores, inclusive alguns cristãos evangélicos, fazendo um trabalho brilhante”.

Sua convicção é que a Igreja Evangélica brasileira deveria estar mais envolvida nos movimentos em prol da transparência no país.

“A igreja ainda não está se mobilizando, pois são iniciativas mais individuais do que coletivas. Creio que a igreja ainda é muito desunida, passiva e, por vezes distante, porque está fechada entre seus muros, preocupada com seus usos e costumes, doutrinas e cultura, em sua zona de conforto. Apesar disso, muitos irmãos e alguns líderes foram para as ruas nos anos passados contra a corrupção e governos corruptos. Os movimentos que levaram o povo para as ruas foram muito pouco gerados ou alimentados pelas igrejas e denominações”, resume.

Igreja e sociedade

O fortalecimento político dos evangélicos, que estatisticamente podem ser apontados como os responsáveis pela eleição de Bolsonaro, tem um custo.

Carlito faz um alerta: “É claro que o evangélico é mais cobrado pela sociedade, devido a sua fé e valores… De fato, a igreja e a família são as duas bases das sociedade, por isso, são por vezes as mais atacadas organizações da sociedade. Atacando e destruindo as duas, nada por cima ficará de pé. A igreja de Jesus Cristo é a resposta, precisa ser viva e saudável”.

Ele encerrou dizendo que “o melhor ainda está por vir para o nosso país e nosso povo, e tenho certeza de que a igreja estará aqui para servir com a “bacia e a toalha” como fez Jesus, o nosso Senhor e Mestre”.

 

WhatsApp:(35) 99185-2742

Celular:(35) 99185-2742

radioestreladoorientedanet@gmail.com

RÁDIO ESTRELA DO ORIENTE - FM © 2019 Todos direitos reservados